sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Land Rover apresenta oficialmente o novo Discovery Sport




Após um enorme período de suspanse da parte da marca britânica, foi finalmente apresentado o digno sucessor do Land Rover Freelander, o Discovery Sport, que, enquanto ainda estava camuflado bateu o recorde na pista de Nürburgring, na Alemanha. Este modelo traz a nova identidade visual da marca, e tem 7 lugares, porém, não tem um comprimento maior ao de um SUV de 5 lugares, o que o torna bastante ágil e prático na cidade.

Nissan Pulsar com novas fotos reveladas


Já faltam poucos meses para o citadino ser lançado, mas antes disso a marca nipónica decidiu lançar ainda mais fotos do compacto do tão concorrido segmento C, que deverá partilhar maior parte do equipamento com o Renault Mégane. A marca, saiu do segmento C dos compactos em 2008, devido ao enorme sucesso do Nissan Qashqai, do respectivo segmento. 


Porém, restou sempre uma lacuna na gama da marca, pelo que chega agora o Pulsar, sucessor do fracassado Tiida, e do mais antigo Almera. Por palavras da marca ele vem "ao encontro dos requisitos específicos dos clientes europeus". A confirmar isso está o facto de que o modelo foi propositadamente desenvolvido na Inglaterra, e será produzido em Espanha. 


As motorizações deverão ser maioritariamente partilhadas com o Qashquai, e deverá trazer também a nova tecnologia do sistema de escudo inteligente da Nissan, criado pela marca, e que daqui a alguns anos deverá equipar já todos os modelos da marca. Um dos factores mais tomados em consideração no desenvolvimento britânico deste modelo foi, principalmente o interior. 


Prova disso é o excelente espaço para pernas nos bancos traseiros. Devido à longa ausência da marca neste segmento, é muito provável que se comecem a registar ainda mais lucros na marca, que deverão ser aplicados nomeadamente no desenvolvimento de novos projectos, como por exemplo o conceito Lannia.


De salientar que daquia mais alguns tempos, será possível existir uma versão carrinha, tal como no Mégane, um best seller do segmento C. A não esquecer que, apesar de todos os rumores que andaram na Internet, não irá existir nenhuma versão desportiva (Nismo). Uma das coisas mais afirmadas na web foi o facto de que se o Mégane vende bem, este também há de vender. O fracasso do Tiida foi principalmente devido à falta de estilo pelo que não deverá acontecer o mesmo com este compacto.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Novo Mazda MX-5 apresentado


Foi esta madrugada do dia de hoje que, após muito suspanse da parte da marca japonesa, foi apresentado oficialmente o novo Mazda MX-5 em simultâneo no Japão, EUA e Europa. A quarta geração do clássico Roadster traz uma frente inspirada na actual identidade visual da marca e conta com uma frente moderna e com uma traseira mais clássica. Assim, a Mazda tenta fazer uma renovação total do seu sucesso de vendas, que traz uma redução de 100 kg face à geração antecessora.

Este desportivo continua com a mesma fórmula: um desportivo de tracção traseira, com dois lugares e com uma capota de lona: e assim se faz o best-seller do mercado dos roadsters, vindo de uma marca recentemente premiada como a mais estilosa de 2014. Porém, apesar das coisas mais básicas que este modelo traz, vem também apetrechado com vários sistemas mais recentes como a tecnologia Skyactiv e o novo sistema de conectividade MZD-Connect. O modelo traz uma distribuição de peso de 50/50, o que lhe dá ainda mais estabilidade, algo importantíssimo para a sua condução ágil, digna de um roadster. A traseira tem uma silhueta agradável ao olhar, e a cavidade de matrícula tem espaço para qualquer tipo de placa. Os faróis traseiros, com um estilo bastante "vintage", recordam os modelos clássicos da marca.


A traseira é a secção que mais mudou e também a que dá mais carácter ao veículo, principalmente pelo pára choques completamente renovado e pelo escape de duas pontas. O logótipo da marca foi colocado na abertura da bagageira. Mas apesar de tudo, a frente também foi alterada, e ficou com um aspecto mais agressivo devido à enorme grelha frontal e aos faróis baseados no Toyota GT86. Já no interior as mudanças são menos significativas, começando pelo volante mais pequeno. O lançamento está previsto para 2015 e ele está 105 mm mais curto, 20 mm mais baixo e 10 mm mais largo que o anterior. A nova suspensão é mais rija, a secção vidrada é mais pequena e o pilar A está mais fino, tal como o pilar do pára brisas.

A altura do capô baixou, o que deu uma melhor visiblidade da estrada de um modo até agora conseguido apenas em monovolumes. Ele tem agora um motor central e os painéis do capô, da mala, os reforços do guarda-lamas da frente e ambos os pára choques foram totalmente feitos em alumínio. O peso da capota de lona foi reduzido bastante consideravelmente, tal como alguns objectos, nomeadamente no interior do veículo. As opções para  o motor deverão ser as 1.5 e 2.0, com uns prováveis 140 e 200 cavalos, com uma caixa de Seis velocidades Skyactiv-MT. Existe agora uma possibilidade de uma nova variante para o MX5, a coupé, que terá uma silhueta fastback, com uma capota rígida. A apresentação pública do modelo será em Outubro, no Salão de Paris.