segunda-feira, 20 de julho de 2015

Novidade: Opel Karl apresentado


Opel Karl: este é o nome oficial do sucessor do (feioso, sejamos honestos) Opel Agila. Como já sabemos à alguns meses (ver aqui), o sucessor do Opel Agila teria uma plataforma totalmente nova, e que seria posteriormente utilizada na nova geração do Chevrolet Spark. E agora vemos esses rumores confirmados, assim como as fotos oficiais do novo citadino da marca alemã Opel, pertencente ao grupo Americano General Motors (onde também está a Chevrolet)


Quanto ao nome da viatura, é de salientar que o nome "Karl" se refere a um dos filhos de "Adam", o fundador da Opel. Foi Karl que transformou a fábrica de bicicletas Opel numa fábrica de automóveis.

Apesar da plataforma vir a ser futuramente usada pela Chevrolet, para já (e à parte da plataforma) este é um produto 100% Opel, e foi desenvolvido para ser um veículo que conjugue um vasto leque de fatores: fiabilidade, economia, e praticidade (ser prático).


E, de facto, todos os fatores são sem dúvida verídicos.
A marca alemã misturou aqui a sua conhecida fiabilidade e resistência (quase ao nível do segmento Premium, que cada vez mais perde essa robustez pela qual era conhecido), usou um novo motor tricilíndrico de última geração (refinado e económico) e teve assim o carro perfeito para a cidade, e para combater o mercado dos citadinhos.


Como "cereja no topo do bolo", (e apesar de já não ser novidade no segmento) a marca optou por uma única variante de quatro portas e cinco espaçosos lugares. Note-se também o facto de que o novo Opel Karl terá apenas uma versão de equipamento, com apenas um motor.




Porém, e apesar de existir apenas um nível de equipamento, e apenas um motor, são vários os opcionais. Desde extras importantes até meros packs estilísticos, há-de tudo para escolher. Até os simples sensores de estacionamento traseiros acústicos são um extra de 300€. Temos também o Pack Style de 450€ (oferecido no lançamento) e que inclui jantes de liga-leve de 15 polegadas e faróis de nevoeiro. Quanto a tecnologias de apoio à condução, este pack inclui também o alerta de saída de faixa.


O único nível de equipamento já é bastante satisfatório, mas para quem deseje mais, terá em opção, entre outras coisas, iluminação em curva (integrada nos faróis de nevoeiro), climatizador, assistência ao estacionamento, sistema de infoentretenimento IntelliLink, o novo sistema de conectividade Opel OnStar (só no início de 2016) e tecto de abrir eléctrico.


Este grande volume de espaço no habitáculo do novo Opel Karl deve-se principalmente aos seus 3,68 metros de comprimento. Apesar de que a concorrência tem modelos mais pequenos. Como exemplos: o Volkswagen UP tem 3, 54 metros de comprimento, e o Renault Twingo tem 3.60 metros de comprimento. Porém, decerto que, poucos destes conseguem igualar o nível de espaço (e equipamento) do Opel Karl. A capacidade da mala também não deixa nada a desejar, ficando-se nos 215 litros de capacidade.


Apesar do Opel Karl e do Opel Adam serem do mesmo segmento, a filosofia de ambos os modelos é sem dúvida bastante diferente. Enquanto o Opel Adam (com apenas duas portas e quatro lugares) é um veículo que tem como prioridade a personalização e a inovação, o novo Opel Karl é um veículo que tem como objectivo proporcionar conforto. É um carro prático e funcional, um simples meio de transporte.

O bom aproveitamento do espaço interior faz com que tenha cinco lugares, mais um que o seu irmão Adam e algo que começa a ser cada vez mais raro no segmento dos citadinos.


Sendo um citadino, uma das coisas mais importantes é o comportamento e a agilidade. E quem comprar este citadino não ficará nada desesperado em inversões de marcha, com um diâmetro de viragem de 9,9m entre paredes e 9,5m entre passeios. É de salientar também que o Opel Karl dispõe também de um modo de condução City, que torna a direcção ainda mais leve em manobras, em particular as de estacionamento.


Quanto a motorizações, bem, não há muito por onde escolher. Assim como temos apenas um nível de equipamento, tem também uma única motorização: o 1.0 de 3 cilindros, com uns honestos 75 cavalos. Apesar de parecer pouco, é mais que suficiente para puxar o novo Citadino da marca alemã.

Quanto a preços, a Opel vai iniciar a comercialização deste citadino em Portugal no mês de Julho de 2015, com o preço de 11.850 euros, e com garantia de cinco anos ou 100.000 quilómetros. É sem dúvida bastante acessível comparado com outros concorrentes, e sem falar do vasto nível de equipamento. Porém, o preço é ainda mais baixo noutros países para além de Portugal, onde os preços podem chegar a menos de 10.000€.


A Opel está a fazer uma campanha de lançamento que contempla promoções que podem chegar a um valor total de 2450 euros, (nomeadamente de 1000 euros de valorização de retoma e 1000 euros de financiamento) acrescendo a oferta de equipamento do Pack Style, no valor de 450€ que inclui: jantes de liga leve de 15 polegadas, faróis de nevoeiro e alerta de saída de faixa. 


Sem comentários:

Enviar um comentário