quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Novo Renault Fluence já para 2016

A versão sedan do novo Renault Mégane, que na terceira geração se chama Renault Fluence, deverá receber sucessor para o novo Mégane, e até já foi apanhado com camuflagem.


A Renault confirmou assim que a apresentação do novo Fluence deverá decorrer no início de 2016, alguns meses após o lançamento do Mégane no mercado. A confirmação foi dada recentemente pelo engenheiro-responsável do Mégane, Fabrice Garcia. Esta derivação sedan de segmento C da marca francesa deverá assim ser mostrada ao público pela primeira vez no Salão Automóvel de Genebra, na Suiça, que está agendado para Março de 2016. O que resta saber é se, pelo menos para o mercado europeu, o Fluence se vai manter na sua gama própria, ou juntar-se ao Mégane chamando-se assim Mégane Sedan, como foi até ao Mégane de 2ª geração.


Algo que ainda não se sabe é a plataforma que este veículo utilizará. Isto pois o principal fator que fez com que o Fluence ficasse numa gama à parte era que, não usava a plataforma do novo Mégane de 3ª geração, mas sim a plataforma do anterior, de 2ª geração, ainda da época em que se chamava Mégane Sedan. Para o novo Fluence, não se sabe se vai usar a nova plataforma CMF do grupo Renault-Nissan (já usada em carros como o novo Mégane 2016, ou se vai usar apenas a plataforma do Mégane de 3ª geração para reduzir custos apostando numa plataforma mais antiga.


De facto reduzir custos parece ser importante, devido à falta de vendas no mercado português. Mas como é claro, o mercado Português é só uma fração das vendas da Renault, visto que o Fluence até vende bem noutros países. Isto deve-se sem dúvida à predominância das carrinhas de segmento C, ao invés dos 4 portas do respectivo segmento. E de facto, não há nenhuma vantagem específica de uma carrinha face a um 4 portas ou vice-versa, mas é de salientar que um dos países onde este conceito de sedan é mais aceite é Espanha.


Assim sendo, o futuro do novo Fluence será, sem dúvida incerto. não se sabe se será incluído na gama Mégane ou não, não se sabe a plataforma, e nem se quer o seu nome, apenas se tem as fotos-espias. Portanto, apenas nos resta aguardar por mais informações deste modelo.


Quanto ao Mégane, espera-se as carroçarias Hatchback (já apresentada) e a Carrinha (ainda por apresentar). E não vai haver versão coupé, pelo que, não só seria interessante adicionar este "Novo Fluence" à gama Mégane, como acabar de vez com o Mégane CC e criar um descapotável numa gama separada.

Sem comentários:

Enviar um comentário