quinta-feira, 30 de junho de 2016

Novo Citroën C3: Personalização com autocolantes no Tejadilho

No novo C3,  a Citroën não se deixou ficar pela personalização a nível de cores: Está também disponível um vasto leque de autocolantes com grafismos ligados ao modelo à escolha para colocar no tejadilho. A seguinte imagem mostra, para exemplo, vários tejadilhos a expor os autocolantes:


Fonte da Foto: Página de Facebook do Autohoje

Citroën C3 de 2017 apresentado oficialmente


Apesar das imagens do novo C3 já terem surgido na Internet ontem, isso não eliminou o facto de estar agendada para dia 29 de Junho de 2016 a verdadeira apresentação oficial. Assim sendo, surgiram hoje finalmente todos os detalhes e confirmações, assim como muitas mais imagens.


Sabemos agora que poderemos contar com um sistema de navegação em 3D. Conhecemos agora mais detalhes de personalização: Podemos contar com várias cores para o interior, e no exterior existem 36 combinações de cores disponíveis (é possivel combinar entre 9 cores de carroçaria com 3 cores de tejadilho). As 3 cores do tejadilho são: vermelho, preto, e branco.



A bagageira tem 300 litros de capacidade. Para motivos de comparação, a bagageira do Skoda Fabia conta com 330 litros de capacidade, e o Renault Clio tem 300 litros, exactamente o mesmo. Já o Mazda 2 conta com 280 litros de capacidade. Portanto, o Citroën C3 está no meio-termo no que toca a capacidade da bagageira.


Quanto aos motores, são os que estávamos já à espera: A gasolina existem os três cilindros 1.0 Puretech com 68 cv, e 1.2 Puretech com 82 e 110 cv, e a nível de opções Diesel contamos com um 1.6 BlueHDI com 90 e 110 cv. À data de lançamento teremos uma caixa manual. Futuramente, irá estar disponível uma caixa automática de 6 velocidades.

Sistema de deteção de ângulo morto

domingo, 26 de junho de 2016

E se... Renault Fluence Coupé (a.ka Mercedes CLA)

Como tem sido evidente, nos últimos meses a Renault tem estado a renovar a sua gama. E como é claro, o modelo que tem recebido mais destaque, é o Mégane (ver aqui). No entanto, apesar de já ter sido renovada a versão hatchback e carrinha (e a coupé não será renovada), falta ainda a Sedan, que já foi avistada com camuflagem anteriormente (ver aqui). Assim sendo, nós pensámos: Se a Renault está a renovar a gama, e a marca está neste momento com uma parceria com a Daimler (grupo Mercedes), não seria uma boa ideia (apesar de impossível) criar um Renault Fluence Coupé, com a base do Mercedes CLA? Então, criámos este "Photoshop" para mostrar qual seria o resultado.

sábado, 25 de junho de 2016

Crash Test - Seat Ateca 2016


Este é o vídeo oficial da EuroNCAP, a entidade europeia responsável por testar a segurança dos modelos automóveis no mercado, em que o novo Seat Ateca, o primeiro SUV da Seat, foi posto à prova em diversas provas, de modo a classificá-lo quanto à sua segurança. Recebeu 5 estrelas na classificação geral, o que equivale à pontuação total. Foi o mesmo resultado que o Volkswagen Tiguan (veja o Crash-Test do Tiguan aqui), o que é previsível, visto que usa a mesma plataforma. Para mais informações acerca do Seat Ateca de 2016, clique aqui. Para ver mais detalhes acerca dos resultados do Ateca na página oficial da Euro NCAP, clique aqui.



Crash Test - Volkswagen Tiguan 2016


Este é o vídeo oficial da EuroNCAP, a entidade europeia responsável por testar a segurança dos modelos automóveis no mercado, em que um Volkswagen Tiguan 2016 foi posto à prova em variados testes, de modo a classificá-lo quanto à sua segurança. Recebeu 5 estrelas na classificação geral, o que equivale à pontuação total. Para ver a nossa Review automóvel que fizémos ao Volkswagen Tiguan de 2016, clique aqui. Para ver mais detalhes acerca dos resultados do Tiguan na página oficial da Euro NCAP, clique aqui.


sexta-feira, 24 de junho de 2016

Destaques da Semana #1

Começamos com este artigo a nossa série "Destaques da Semana", que dá enfoque a algumas notícias automóveis que foram vistas nos últimos dias, mas que, apesar de não terem "merecido" um post, achámos que devíamos colocá-las aqui na mesma, portanto é nesta série que faremos isso.

1 - Citroën com novo SUV em 2018

Citroën Aircross - Protótipo que dará origem a novo SUV da Peugeot

A Citroën confirmou que pretende criar um novo SUV já para 2018. Pelo que se sabe, este será posicionado na gama acima do C4 Cactus (que será fundido com o C4 normal). Será baseado no concept Aircross, e espera-se que dê uso à plataforma EMP2 do grupo PSA, que já foi usada em carros como o Peugeot 3008 e C4 Picasso. Este SUV está incluído nos planos de reorganizar a gama da marca, o chamado "Push to Pass". Espera-se um motor eléctrico para este novo SUV, e deverá ser fabricado lado-a-lado com o Peugeot 5008 e o Citroën E-Méhari.

2 - Novo Nissan Leaf com mais de 500 km de autonomia

Nissan IDS - Protótipo que dará as baterias e a inspiração estética para o Novo Leaf.

Na Nissan já se trabalha no novo Nissan Leaf, cujo lançamento se espera para 2018. Esta nova geração deverá trazer uma estética arrojada, baseada no Nissan IDS, um protótipo apresentado em 2015. Este mesmo protótipo irá também "doar" ao novo Nissan Leaf as baterias. Acontece que elas têm exactamente o dobro da densidade das baterias do modelo actual, ou seja, o novo Leaf terá também maior autonomia.

Assim como no Tesla S, o novo Leaf terá várias versões, que variam umas das outras na autonomia (com as equivalentes variações do preço de cada uma). De acordo com o responsável da divisão de veículos elétricos da marca, esta nova geração do Leaf não será muito mais cara do que a atual. O mesmo disse que não confia na tecnologia híbrida plug-in, afirmando que é uma tecnologia que compromete as emissões de C02, devido ao uso em simultâneo de um motor de combustão.

3 - Citroën C3 de 2017 com data de apresentação marcada

Teaser que revela a data de apresentação do Novo Citroën C3

A Citroën já apresentou um teaser, no qual indica a data de apresentação do novo Citroën C3, será o dia 29 de Junho de 2016. O mesmo já foi avistado muitas vezes com camuflagem, e dará uso à plataforma do Peugeot 208. Terá uma estética a lembrar o C4 Cactus, mas não será tão radical. Conta-se que o novo C3 traga uma evolução dos Airbumps, mais pequenos e situados no fundo das portas (à semelhança do concept Aircross). A estética do novo C3 dará algumas pistas cruciais para ter uma ideia de como será o futuro C3 Picasso, que também já foi avistado com camuflagem.

A própria marca já tinha colocado na internet algumas fotos espias deste modelo com camuflagem, apesar de na versão de rally. Isto pois o futuro Citroën C3 estará oficialmente no WRC (mundial de rally), e a marca decidiu fotografar o carro durante os testes. A marca espera que a decisão de participar no campeonato mundial de rallys traga mais público jovem para a marca.

4 - Fiat Punto não terá sucessor na Europa


Depois de várias suspeitas, finalmente chegaram afirmações oficiais da marca acerca do novo Fiat Punto. Acontece que, de acordo com Sérgio Marchionne, presidente do grupo Fiat, não irá existir sucessor para o actual Fiat Punto. O mesmo já estava em desenvolvimento, e até tinha sido já avistado com camuflagem pesada na Europa, mas parece que os planos voltaram à estaca zero. Marchionne afirmou ainda que foi um erro começar a desenvolver o sucessor do Punto. Esta geração foi lançada em 2005 na Europa, e desde essa altura o mercado mudou bastante.

Ele justificou esta acção com os preços competitivos da gama Fiat Tipo (ver aqui), que acabam por se localizar na gama de preços que um novo Punto teria. Já no Brasil, o sucessor do Punto continua ainda em desenvolvimento (desenvolvimento que dá pelo nome de código "Projecto X6H") . Quanto à Índia, onde se vende um Fiat Punto específico para aquele mercado, o futuro do modelo ainda é incerto.

5 - Grupo Fiat - A opinião de Marchionne


Sérgio Marchionne, presidente do Grupo FCA (Grupo Fiat), informou que as vendas do Fiat 500L na América estão abaixo das expectativas, o que ele justifica devido ao cada vez maior interesse em SUV's e Crossovers nesse mercado, reduzindo as vendas dos monovolumes. Devido a esse problema, a produção do Fiat 500L na fábrica da Sérvia em Kragujevac irá reduzir, e, por consequência, um terço dos funcionários dessa fábrica será dispensado.

Sérgio Marchionne também falou acerca dos rumores de um novo SUV abaixo do 500X, e aproveitou a ironia para se justificar, dizendo que "esse modelo já existe e chama-se Fiat Panda". 

Mas nem tudo são más notícias: Marchionne demonstrou-se satisfeito com as vendas do Alfa Romeo Giulia e do Maserati Levante, e, de acordo com ele, as vendas estão a responder às expectativas, pelo espera-se mais produtividade nas fábricas desses respectivos modelos.

ÚLTIMA HORA: Novo Porsche Panamera 2017 aparece na Internet - GALERIA






quinta-feira, 23 de junho de 2016

Twingo GT com mais Especificações Técnicas reveladas -- Apresentação ao público no Festival de Velocidade de Goodwood

O novo Twingo GT, acerca do qual já tínhamos falado anteriormente (ver aqui), está agora a ser apresentado oficialmente ao público no Festival de velocidade de Goodwood, na Inglaterra, tal como se esperava. Entretanto, estão também a surgir mais especificações técnicas desta nova versão mais "apimentada" do Twingo.


Especificações Técnicas do novo Twingo GT:

O motor é um TCe 110 de 898 cc de capacidade, com o sistema Stop & Start. É um motor de 3 cilindros, e 12 válvulas. Conta com 109 cavalos de potência (80 kW). A potência máxima é entregue às 5750 rotações por minuto (rpm). Conta com 170 Nm de binário. O valor de binário máximo é entregue às 2000 rpm.


Conta com uma caixa manual, com 5 velocidades (sem contar com a marcha-atrás). A direção é de desmultiplicação variável, e assistida. A direcção de desmultiplicação variável significa que o rácio de viragem de rodas vs. volante não é sempre o mesmo e varia consoante a velocidade. O ângulo de viragem é de 4.30 metros.

O Twingo GT conta com jantes específicas Twin'Run de liga-leve com 17 polegadas. As jantes são inspiradas no protótipo Twin'Run, que também dá o nome às mesmas. Os pneus são Yokohama BluEarth: à frente a medida é 185/45 R17 78H, e atrás a medida é 205/40 R17 80H.


A nível de estética, já se sabe: tem um pack exclusivo GT com saias laterais, melhorias aerodinâmicas e difusor traseiro. O escape foi especialmente desenhado para este modelo, e foi revisto e calibrado. É de 2 saídas (Twin) e tem saídas com acabamentos cromados. No interior conta com pedais em alumínio.


O novo Twingo contará com uma pintura laranja "Blaze Orange" exclusiva desta versão, mas também terá a opção de escolher as seguintes pinturas: Lunar Grey (cinzento Lunar), Diamond Black (preto Diamante), e Crystal White (branco Cristal), pelo que contempla assim 4 opções de pintura. A cor "Blaze Orange", o tal laranja exclusivo, ao vivo não tem nada a ver com o que parecia nas fotos de apresentação: Ao vivo tem um tom mais avermelhado.

De acordo com Mario Polla, o diretor do projecto de design do Twingo, o "Twingo, é de certo modo, o pequeno macaco da família Renault. Devido ao seu espírito de liberdade, decidimos não aplicar a icónica cor azul vista nos outros modelos GT. O Twingo GT não joga com as mesmas regras. Ele gosta de surpresas e isso inclui a pintura Blaze Orange".

terça-feira, 21 de junho de 2016

Citroën quer voltar a "reinar" no conforto


O nome Citroën sempre foi associado aos carros mais confortáveis. Aliás, um dia, Jay Leno disse que o carro mais confortável que já tinha conduzido era um Citroën. Portanto, a Citroën não pode continuar a "desprezar" algo que faz parte da sua imagem de marca.
Portanto, foram agora reveladas informações oficiais da marca acerca do assunto. Agora sabe-se que a marca criou uma nova suspensão (que já se sabia que estava em desenvolvimento há algum tempo...), e que, de acordo com as palavras da marca, espera-se que traga "conforto sem paralelo".


Para mostrar este novo limiar de conforto "às massas" a Citroën integrou a sua nova suspensão num Citroën C4 Cactus, que intitulou de "Citroën Advanced Comfort Lab". Mas a suspensão é mais complexa do que parece. Aliás, a marca tem 30 patentes registadas exclusivamente para a suspensão. Esta conta com, para além das molas, amortecedores e batentes mecânicos, também dois suportes hidráulicos: Enquanto um ajuda o ressalto, outro apoia a compressão. Estes suportes localizam-se um no topo e outro no fundo de cada unidade da suspensão.


Ou seja, a Citroën fez com que a suspensão tenha duas funções: Em compressões e ressaltos ligeiros, os amortecedores trabalham em conjunto com as molas de modo a conferir um controle de movimento vertical sem suportes hidráulicos.

Há também a outra função: Em caso de existirem ressaltos mais "bruscos", há um funcionamento conjunto das molas e amortecedores com os suportes hidráulicos (os tais situados no topo e no fundo da suspensão), de modo a melhorar o curso da suspensão.


A vantagem dos suportes hidráulicos, ou suportes de amortecimento, é que eles abrandam suavemente a carroçaria, de modo a evitar "abanões" fortes. Portanto, este sistema absorve e dissipa gradualmente a energia da travagem na carroçaria. No final de contas, a marca pretende que a condução tenha uma suavidade digna de tapete voador.


Mas as novidades não se ficam pela suspensão: A marca decidiu apostar em melhorias a nível do conforto dos bancos e do habitáculo, pelo que optou por usar espumas de densidades e durezas variadas. Para além dos bancos e suspensão, a marca apostou também em melhorar a qualidade de construção, alternando  a montagem entre o uso de cola e o uso de soldadura.




A marca afirma que é completamente viável do ponto de vista tecnológico assim como monetário aplicar esta solução a todos os modelos da sua gama, desde os compactos até aos SUV's e monovolumes. Aliás, estas tecnologias irão estar disponíveis para o público em geral já no novo Citroën C4 Picasso (ver aqui), cujas vendas deverão arrancar em Setembro de 2016.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Smart pretende fazer versões eléctricas de toda a gama

A Smart vai apresentar no Salão de Paris de 2016, que está agendado para o mês de Outubro, os seus modelos eléctricos. Sabe-se agora que não serão apenas o Fortwo e Fortwo Cabrio que irão receber a versão eléctrica denominada de "Electric Drive", mas também o Forfour irá receber uma versão eléctrica. Isto significa que a marca irá criar versões eléctricas para todos os seus modelos, criando uma gama completa de veículos movidos a electricidade.

NA FOTO: Versão elétrica da geração anterior do Smart Fortwo

Já há informações na Internet, nomeadamente no Autoblog, que informa que as baterias serão fabricadas pela Deutsche Accumotove (que supostamente é uma empresa associada ao grupo Daimler onde se insere a Smart). Para os motores elétricos, a Smart vai optar por usar os motores Renault com 75 cavalos, aproveitando a parceria que existe entre o grupo Daimler e a Renault. Espera-se que esta gama comece a ser vendida apenas no final de 2017.

Skoda revela mais dois Sketches do Skoda Kodiaq

Já há alguns meses que se fala de que a Skoda irá lançar um SUV chamado Kodiaq. Recentemente, a marca confirmou a ideia, e mostrou alguns teasers (ver aqui). No entanto, a marca apresentou agora mais dois teasers que mostram um Sketch do Kodiaq. E há mais: de acordo com a marca, o Skoda Kodiaq será 90% semelhante ao concept VisionS, que foi apresentado no mês de Março de 2016 no Salão de Genebra.

Teasers:
(clique em cima das imagens para uma maior resolução)



Entretanto, a marca promete que este modelo terá a maior bagageira do segmento. Terá 4,70 metros de comprimento, e terá como opção o sistema 4x4 de tracção as 4 rodas. Espera-se ainda uma versão híbrida plug-in com 225 cv, com a capacidade de andar até 50 km exclusivamente em modo elétrico. Há a possibilidade de, em 2019, surgir uma versão coupé, à semelhança de modelos como o BMW X6 e o Mercedes GLE Coupe.

terça-feira, 14 de junho de 2016

Renault apresenta o Clio atualizado

A Renault aproveitou o dia 13 de Junho de 2016 (no ano em que o modelo Clio celebra o 26º aniversário) para mostrar o facelift do Clio e Clio carrinha, já que o Clio 4 se encontra desde 2012 no mercado sem qualquer alteração estética.


Agora, o Clio traz faróis Full-LED "Pure Vision" (somente em algumas versões), integrados em ópticas frontais renovadas, que, apesar de ainda terem a mesma forma, contam agora com uma nova assinatura luminosa em forma de "C", o que já era sabido que iria existir, devido aos "teasers" que a marca tinha apresentado anteriormente.


E há mais: a grelha frontal foi ligeiramente redesenhada, agora é mais uniforme e "arredondada". O pára-choques também foi completamente alterado: Agora, conta com uma estética mais inovadora, faz com que o carro pareça mais largo. Na traseira, o pára-choques sofreu mudanças ligeiras, que ajudam a uma estética mais "robusta".


Mas a principal novidade está no interior: Ao contrário do que se fazia esperar, este novo Clio traz novos materiais no interior. Agora, de acordo com a marca, o novo Clio "dispõe de materiais herdados dos modelos topo de gama da Renault", pelo que agora tem materiais mais agradáveis ao toque e com melhor estética.


A marca decidiu oferecer uma vasta gama de opções de infotainment para o cliente: Assim sendo, o novo Clio tem 3 sistemas à escolha: o sistema MediaNav Evolution, o sistema R-Link Evolution, e o novo sistema R&Go, que é um opcional em todas as versões, desde a versão base até à topo de gama, que conecta o rádio do carro ao telemóvel, e apresenta o sistema de infotainment no mesmo. Este novo Clio terá também o sistema de som BOSE como opcional, o que é uma novidade para o Segmento B da marca.


A marca aproveitou este "restyling" do Clio para trazer o motor a diesel 1.5 dCi de 110 cavalos acoplado a uma caixa de 6 velocidades manual. Este motor já estava no Renault Captur, só agora foi adicionado ao Clio. Irá existir também mais um motor a gasolina: um TCe de 120 cavalos, que estará acoplado à mesma caixa de 6 velocidades, ou a uma Automática EDC. Com todas estas novidades de motorizações a somar às já existentes, irão existir 11 combinações possíveis de motor/caixa de velocidades.


Quanto às ajudas à condução a marca esforçou-se bastante em inovar: Como um "extra" aos sensores traseiros, o novo Clio (consoante a versão) traz sensores de estacionamento frontais, e uma câmara de marcha-atrás. Nas versões de topo, contamos com o sistema "Easy Park Assist", que, basicamente, faz com que o carro estacione de forma autónoma. Existe também um sistema de alerta de ângulo morto.


E há mais: À semelhança da nova Renault Scénic, (ver aqui), Grand Scénic (ver aqui), entre outros, espera-se que este Clio venha a trazer o sistema Hybrid Assist, que, de acordo com a marca, consiste num motor diesel "electrificado". Este "facelift" traz ainda quatro novas cores de carroçaria (Azul Iron, exlusivo da versão GT Line; Vermelho Intens; Cinzento Titanium; Branco Pérola; Laranja Tónico, exclusivo do RS), e novas jantes. O novo Clio RS deverá ser apresentado no final do ano.


Este novo Clio, com preços a começar nos 13.700€ em França, deverá estar disponível já em Setembro de 2016. Espera-se que este novo Clio se encarregue de continuar a carreira de sucesso que o Clio sempre tem tido a nível de vendas, desde o início da sua carreira. Aliás, o modelo Clio já vendeu mais de 13 milhões de unidades desde o seu início.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

O Diário Automóvel foi ver o Novo Tiguan - Impressões Gerais

O Tiguan tem dimensões bastante equilibradas para o seu segmento (segmento C), e ao vivo destaca-se um estilo muito menos "matacão" do que se pode supor ao ver o carro em fotos.

A frente tem muitas linhas rectas, não há dúvida disso, mas encontramos aqui o equilíbrio perfeito para um SUV. Lado a lado com o novo Passat, as diferenças são óbvias, mas o Tiguan não perde em nada com isso.


Calçado com pneus 235/55 R18, apesar da cor preta e estilo conservador, ninguém que passasse ficava indiferente ao novo Tiguan. A traseira também é bastante imponente, e revela bem os traços característicos da imagem de marca da Volkswagen.

Assim, a marca conjugou uma estética desportiva e fluída com o lado off-road que o novo Tiguan pretende mostrar. O facto da carroçaria ser mais larga dá a impressão de que o carro é mais baixo, o que ajuda à tal estética desportiva.


A única coisa que achei mais estranho foi que, devido aos vincos mais "bruscos" e "radicais" no pára choques, notavam-se irregularidades no reflexo da chapa, mas não vou considerar isso como um problema.

O interior, o qual tive a possibilidade de ver e me sentar, é de facto bastante confortável, e é bastante perceptível que, apesar da evolução e modernização das formas e materiais usados no interior, a consola central e o velocímetro continuam com posições semelhantes às gerações anteriores, o que é típico de se ver na Volkswagen.


Os bancos são bastante confortáveis. Seguram-nos bem, com um bom suporte a nível lombar, mas sem entrar em excessos. O tecido usado ajuda ao conforto.

Não tivemos a oportunidade de conduzir a viatura por motivos de força maior, mas destacamos que, pelo que observámos a nível de mecânica, o Tiguan é um veículo bastante dinâmico e eficaz, com uma gama de motores adequada. A versão testada era a Confortline 2.0 TDI.

Fonte das Fotos: Página de Facebook da ARAL